Transforma

GENERATION X OVER

Posted in 1 by transforma on Dezembro 16, 2010

Artists for Life Youth Association (HU), Ljudska Univerza
Radovljica (SL), Mu-Zee-Um (BE), Transforma (PT),
Formação, Mobilidade

  O projecto Generation X Over está integrado no Programa Sectorial GRUNDTVIG no âmbito do
Programa de Aprendizagem ao Longo da Vida da Agência Nacional PROALV. Este projecto, é
desenvolvido pela Transforma em parceria com organizações de 3 países europeus: Bélgica,
Eslovénia e Hungria. O projecto Generation X Over teve início em Setembro de 2010 e tem
a duração total de dois anos, com desenvolvimento de actividades diversificadas em cada
organização envolvida, em particular na Transforma, workshops multimédia sobre
plataformas tecnológicas e sociais.
  Os destinatários serão predominantemente seniores, e terão, além da formação frequentada
em Torres Vedras, um complemento de 12 viagens disponíveis para participar em workshops
realizadas nas organizações parceiras.
  Na Transforma os formandos deverão criar, desenvolver, gerir e actualizar actualizar
uma plataforma digital interactiva.Os resultados das actividades desenvolvidas entre todas
a organizações serão partilhadas através de várias ferramentas digitais como a criação de
um blog ou de perfis em redes sociais. O horário e frequência da formação será definido
consoante a disponibilidade dos formandos.

  O Programa de Aprendizagem ao Longo da Vida promovido pela Agência Nacional destina-se
a promover essencialmente os intercâmbios e a cooperação, contribuir para o desenvolvimento
de uma aprendizagem de qualidade, apoiar a criação de um espaço europeu de aprendizagem,
reforçar
o contributo da aprendizagem ao longo da vida para a coesão social, a cidadania activa, o diálogo
intercultural, a igualdade entre homens e mulheres e a realização pessoal.
  A Agência Nacional PROALV procura também contribuir para a promoção da criatividade, o
aumento da participação na aprendizagem ao longo da vida de pessoas de todas as idades e
promover a aprendizagem de línguas e a diversidade linguística.
  A Agência Nacional é um grupo de missão com o desígnio de criação de uma sociedade baseada
no conhecimento em prol do processo de Integração Europeia, pela Educação e Formação Profissional,
assumindo-se como um instrumento fundamental ao serviço do Estado Português, promovendo e
investindo na mobilidade de pessoas e em parcerias e projectos de cooperação transnacional.
Data e Local
Dezembro 2010 a Maio 2012 no espaço Transforma

Organização
Transforma em parceria com: Artists for Life Youth Association (HU), Mu-Zee-Um (BE)
e Ljudska Univerza Radovljica (SL)

Destinatários
Sénior (+ 50)

Objectivos
Desenvolver conhecimentos no domínio tecnológico, designadamente: informática e redes sociais.
Estimular os formandos no desenvolvimento de aptidões tecnológica e artística de forma inovadora e
criativa, num contexto inter geracional e de parceira internacional.desenvolver/estimular gosto
por comunicar

Datas das Mobilidades
9 a 12 de Novembro 2010- Bélgica
14 a 17 de Março 2011– Eslovénia
6 a 9 Outubro2011 – Hungria
22 a 25 de Março 2012- Portugal

Inscrições
E: info@transforma.mail.pt
T: +351 261 336 320
T: +351 969 850 128

_________________________________________________________________
The Generation x Over project is part of the Grundtvig program in the Lifelong Learning Program of the
National Agency PROALV. This project is developed by Transforma in partnership with three organizations
of three european countries: Belgium, Slovenia and Hungary. This project had it start in September 2010
and will last for almost two years, and during this period several activities will be developed in each organization. In
particular, there will be multimedia workshops about technological and social platforms in the
portuguese organization, Transforma.
The audience will be mainly seniors and beyond the workshops they will have the complement of
12 mobilities available, that allow them to participate on the partners oraganizations workshops.
In Transforma the learners will create, develop, manage and update a digital interactive platform.
The outcomes of the developed activities in all the organizations will be shared  through several
digital tools, such as the creation of a blog or social network profiles. The schedule and the frequency
of the workshop will be assigned in order to the availability of all learners.

The Lifelong Learning Program promoted by the National Agency aims to promote essentialy exchange
and cooperation programs, contribute to the development of a quality learning process, to support the
creation of an Europpean learning space, to reinforce the contribution of the lifelong learning for the
social cohesion, the active citizenship, the intercultural dialogue, the equality between man and women
and personal fullfilment.
The National Agency PROALV seeks to contribute for the promotion of creativity, to the rising
participation on the lifelong learning of people of every age and promote linguistic learning and diversity.
The National Agency is a group with the mission to create a society based on knowledge towards the
european integration by education and professional training, assuming as a primal tool on the service
of the Portuguese State, promoting and investing on people mobility, in partnership projects and
international cooperation.

Date and Local
September 2010 till July 2012, in Transforma

Organization
Transforma in partnership with: Artists of Life Youth Association (HU), Mu-Zee-Um (BE) and
Ljudska Univerza Radovljica (SL)

Target Group
Senior (+ 50)

Requirements
Availability to travel on the assigned dates
Basic knowledge in english

Aim
To develop knowledge on the technological domain, mainly on informatics and social networks.
To stimulate the learners on the development of technological and artistic skills on creative and
innovative ways, on an inter generational and international environment. To stimulate
communication skills.

Mobility Dates
9 to 12 November 2010- Belgium
14 to 17 March 2011– Slovenia
6 to 9 October 2011 – Hungary
March 2012- Portugal

Registrations
E: info@transforma.mail.pt
T: +351 261 336 320
T: +351 969 850 128



ACONTECEU… MOBILIDADE GENERATION x OVER (BE) 9 A 12 Novembro 2010

Posted in 1 by transforma on Novembro 19, 2010

 Mu-Zee-Um. Oostende, Bélgica Belgium

    

ESTÓRIA DE T/ THE SCREENING CABINET

Posted in 1 by transforma on Novembro 19, 2010


Ynaiê Dawson (BR) / Miguelangelo Veiga (PT)
Vídeo

«Um processo chegou às minhas mãos. Já chegou deslocalizado de sua função burocrática, como um objeto cujo valor deixou de ser a possível boa ou justa ‘resolução’ de mais um caso complicado para assumir uma função que podemos chamar de filosófica – a de questionar os limites entre realidade e ficção.
Temos em suma factos e documentos, o que podemos assumir como verdades não fossem todos
produzidos por indivíduos a partir de seus pontos de vista subjetivos – um diário, uma carta, uma  avaliação psicológica. Temos uma identidade em formação, um conflito, ilusões, desejos, carências,  esperanças, expectativas, angústias, medos. E são todos bem reais. Mas não temos verdade. A partir destes fragmentos não chegaremos nunca à re-compor a realidade. A ficção começa no próprio acto de deslocação do processo para um vídeo. Mas será que a ficção não é também uma forma de realidade? Afinal temos vozes e temos silêncio. Temos as entrelinhas, os interstícios, enfim, temos um enorme vazio e provavelmente nele continuaremos.»    Ynaiê Dawson

THE SCREENING CABINET é um «projecto que se pretende itinerante e que consiste, essencialmente, na projecção de uma série de oito vídeos (cada um deles realizado por um autor diferente), a decorrer durante oito semanas, contínuas desde a sua primeira exibição e num determinado espaço de acolhimento. Este projecto foi pensado com o foco dirigido às diferenças de conteúdo na realização entre as obras de autores que vêm de Artes Plásticas e autores que vêm do Cinema Documental e de Ficção. Um dos principais objectivos desta apresentação é experimentar o modo como esta disciplina se afasta, ou não, do domínio do Cinema e/ou do lado contemplativo atribuído a uma acção repetida ad aeternum, ou de uma imagem estática como acontece na Pintura ou no Desenho. Para isso, e procurando contrariar o comportamento mais comum do observador quando assiste a um objecto vídeo com estas características, num espaço galerístico ou museológico, o público desta mostra é convidado a assistir ao vídeo como se de um objecto cinematográfico se tratasse.»   Miguelangelo Veiga

Estória de T / The Screening Cabinet
Realizado por Ynaiê Dawson / Comissariado por Miguelangelo Veiga

Data e Local
Inauguração às 19h, 5 Novembro (Sexta-feira)
Exibição às horas certas (13h, 14h, 15h, 16h, 17h e 18h) entre 08 e 12 de Outubro
Transforma, Praça Município 8, Torres Vedras

Formato e Duração
Projecção de Vídeo, 2010, 10’20”

Público Alvo
Todo o tipo de público

Organização
Teatro-Cine em parceria com Transforma

________________________________________________________________________________________

ESTÓRIA DE T / THE SCREENING CABINET
Ynaiê Dawson (BR) / Miguelangelo Veiga (PT)
Video
 
«A legal process came to my hands. It came already out of place from it’s burocratic function, came as an object in which it’s value is no longer the possible good or fair ‘resolution’ of one more complicated case to assume a function that we might call as philosophical – to question the boundaries between reality and fiction. On the whole we have facts and documents that we might assume as truths, if they weren’t all produced by subjectives points of views of individuals – a diary, a letter, a psychological evaluation. We have an identity in construction, a conflict, ilusions, desires, needs, hopes, expectations, anguishes, fears. And they’re all quite real. But we do not have the truth. From these fragments we’ll never come to re-compose the reality.
The fiction starts on the same act of displacement of the process into a video. But isn’t fiction also a form of reality? After all we have voices and we have silence. We have the readings between the lines, the interstices, in short we have a huge void and probably we’ll continue to have.» Ynaiê Dawson

THE SCREENING CABINET an «itinerant project that consists essentially on the projection of eight videos (each one directed by a different author), for eight continuous weeks since the first exhibition and on a specific space.
This project was thought with a focus on the differences of content and direction between the works of authors that come from Plastic Arts and authors that come from the  Documentary and Fiction Cinema. One of the main goals of this presentation is to experiment the way that this discipline grows apart, or not, from Cinema’s domain and/or from the reflexive side assigned by a repeated action ad aeternum, or of a static image as in Painting or Drawing. For that, and seeking to counteract the common behavior of the observer when assisting a video object with this specifications, on a gallery
or museum space, the audience of this exhibition is invited to watch the video as if it was a a Cinematographic object.»   Miguelangelo Veiga

Estória de T / The Screening Cabinet
Directed by Ynaiê Dawson / Commissioned by Miguelangelo Veiga

Date and Local
Opening 7pm, 5th October (Friday)
Exhibitions every hour (1pm, 2pm, 3pm, 4pm, 5pm) between 8th and 12th November
Transforma, Praça Municipio 8, Torres Vedras

Format and Duration
Video, 2010, 10’20”

Target Audience
All public

Organization
Teatro-Cine in partnership with Transforma

ACONTECEU… AULA EXPERIMENTAL DANÇA CRIATIVA, 04 NOVEMBRO 2010

Posted in 1 by transforma on Novembro 5, 2010

Laboratório de Dança Criativa com Marta Lobato

NSHAJO (O JOGO) / THE SCREENING CABINET

Posted in 1 by transforma on Outubro 29, 2010

Raquel Schefer (PT) / Miguelangelo Veiga (PT)
Vídeo

«Entre 1957 e 1959, o antropólogo Jorge Dias, uma das figuras maiores da etnografia colonial portuguesas da corrente luso-tropicalista, realiza, sucessivamente, três estudos de campo no Planalto dos Macondes, no Norte de Moçambique. O material recolhido daria origem à extensa monografia “Os Macondes de Moçambique”
(1964-70), uma das obras fundamentais da antropologia portuguesa. Em 1959, aquando da
terceira expedição a Moçambique, Jorge Dias permanece durante alguns dias na residência
da minha família, no Mucojo, onde o meu avô era então administrador de posto.
“Nshajo (O Jogo)” entrelaça o relato de um episódio prosaico da estadia de Jorge Dias no Mucojo com uma tentativa de reflexão visual sobre a representação antropológica e os processos de observação empírica, comparação, imitação e aculturação. Linhas de continuidade são traçadas entre sistemas de representação e imaginários paroxísticos através da combinação de um filme antropológico apócrifo com imagens de arquivo documentais de Moçambique.» Raquel Schefer

THE SCREENING CABINET é um «projecto que se pretende itinerante e que consiste, essencialmente, na projecção de uma série de oito vídeos (cada um deles realizado por um autor diferente), a decorrer durante oito semanas, contínuas desde a sua primeira exibição e num determinado espaço de acolhimento.
Este projecto foi pensado com o foco dirigido às diferenças de conteúdo na realização entre as obras de autores que vêm de Artes Plásticas e autores que vêm do Cinema Documental e de Ficção. Um dos principais objectivos desta apresentação é experimentar o modo como esta disciplina se afasta, ou não, do domínio do Cinema e/ou do lado contemplativo atribuído a uma acção repetida ad aeternum, ou de uma imagem estática como acontece na Pintura ou no Desenho. Para isso, e procurando contrariar o comportamento mais comum do observador quando assiste a um objecto vídeo com estas características, num espaço galerístico ou museológico, o público desta mostra é convidado a assistir ao vídeo como se de um objecto cinematográfico se tratasse.»      Miguelangelo Veiga

Nshajo (O Jogo) / The Screening Cabinet
Realizado por Raquel Schefer / Comissariado por Miguelangelo Veiga

Data e Local
Inauguração às 19h, 29 Outubro (Sexta-feira)
Exibição às horas certas (13h, 14h, 15h, 16h, 17h e 18h) entre 02 e 05 de Outubro
Transforma, Praça Município 8, Torres Vedras

Formato e Duração
Projecção de Vídeo, 2010, 7’30”

Público Alvo
Todo o tipo de público

Organização
Teatro-Cine em parceria com Transforma

________________________________________________________________________________________

NSHAJO (O JOGO) / THE SCREENING CABINET
Raquel Schefer (PT) / Miguelangelo Veiga (PT)
Video
 
«Between 1957 and 1959, the anthropolog Jorge Dias, one of the greatest figures of portuguese colonial ethnography from the luso-tropicalist current, realizes, successively three field studies on the Planalto dos Macondes on the North of Mozambique. The collected material would give origin to the monography: “Os Macondes de Moçambique” (1964-70), one of the main works of the portuguese  anthropology. In 1959 on the third expedition to Mozambique, Jorge Dias  stays for some days on my family residency, on Mucojo, where my grandfather was a post administrator. “Nshajo (O Jogo)” (Nshajo, The Game) enlaces the report of a prosaic episode about a stay of Jorge Dias in Mucojo as an attempt of visual reflexion about the antropological representation and the procesesses of the empirical observation, comparation, imitation and acculturation. Lines of continuity are designed between systems of representation and paroxysmals imaginary between the combination of an anthropological apocryphal movie with documental archives in Mozambique» Raquel Scefer

THE SCREENING CABINET an «itinerant project that consists essentially on the projection of eight videos (each one directed by a different author), for eight continuous weeks since the first exhibition and on a specific space.
This project was thought with a focus on the differences of content and direction between the works of authors that come from Plastic Arts and authors that come from the  Documentary and Fiction Cinema. One of the main goals of this presentation is to experiment the way that this discipline grows apart, or not, from Cinema’s domain and/or from the reflexive side assigned by a repeated action ad aeternum, or of a static image as in Painting or Drawing. For that, and seeking to counteract the common behavior of the observer when assisting a video object with this specifications, on a gallery
or museum space, the audience of this exhibition is invited to watch the video as if it as a a Cinematographic object.»      Miguelangelo Veiga

Nshajo (O Jogo) / The Screening Cabinet
Directed by Raquel Schefer / Commissioned by Miguelangelo Veiga

Date and Local
Opening 7pm, 29th October (Friday)
Exhibitions every hour (1pm, 2pm, 3pm, 4pm, 5pm) between 02nd  and 5th October
Transforma, Praça Municipio 8, Torres Vedras

Format and Duration
Video, 2010, 7’30”

Target Audience
All public

Organization
Teatro-Cine in partnership with Transforma

H. GEOMETRY / THE SCREENING CABINET

Posted in 1 by transforma on Outubro 22, 2010

Salomé Lamas (PT) / Miguelangelo Veiga (PT)
Vídeo

Salomé Lamas (PT) / Miguelangelo Veiga (PT)
Vídeo

«I said: the wonder that I feel is easy,Yet ease is cause of wonder. Therefore speak I may not comprehend  may not remember.’And he: ‘I am not eager to rehearse. My thought and theory which you have forgotten .These things have served their purpose: let them be.»  T. S.- Elliot

THE SCREENING CABINET é um «projecto que se pretende itinerante e que consiste, essencialmente, na projecção de uma série de oito vídeos (cada um deles realizado por um autor diferente), a decorrer durante oito semanas, contínuas desde a sua primeira exibição e num determinado espaço de acolhimento.
Este projecto foi pensado com o foco dirigido às diferenças de conteúdo na realização entre as obras de autores que vêm de Artes Plásticas e autores que vêm do Cinema Documental e de Ficção. Um dos principais objectivos desta apresentação é experimentar o modo como esta disciplina se afasta, ou não, do domínio do Cinema e/ou do lado contemplativo atribuído a uma acção repetida ad aeternum, ou de uma imagem estática como acontece na Pintura ou no Desenho. Para isso, e procurando contrariar o comportamento mais comum do observador quando assiste a um objecto vídeo com estas características, num espaço galerístico ou museológico, o público desta mostra é convidado a assistir ao vídeo como se de um objecto cinematográfico se tratasse.» Miguelangelo Veiga

H. Geometry / The Screening Cabinet
Realizado por Sónia Mota Ribeiro / Comissariado por Miguelangelo Veiga

Data e Local
Inauguração às 19h, 22 Outubro (Sexta-feira)
Exibição às horas certas (13h, 14h, 15h, 16h, 17h e 18h) entre 22 e 29 de Outubro
Transforma, Praça Município 8, Torres Vedras

Formato e Duração
Projecção de Vídeo, 2010, 7’

Público Alvo
Todo o tipo de público

Organização
Teatro-Cine em parceria com Transforma

________________________________________________________________________________________

UNNAMED# ESTOU COM SONO/ THE SCREENING CABINET
Salomé Lamas (PT) / Miguelangelo Veiga (PT)
Video
 
«I said: the wonder that I feel is easy,Yet ease is cause of wonder. Therefore speak I may not comprehend  may not remember.’And he: ‘I am not eager to rehearse. My thought and theory which you have forgotten .These things have served their purpose: let them be.»   T. S.- Elliot

THE SCREENING CABINET an «itinerant project that consists essentially on the projection of eight videos (each one directed by a different author), for eight continuous weeks since the first exhibition and on a specific space.
This project was thought with a focus on the differences of content and direction between the works of authors that come from Plastic Arts and authors that come from the  Documentary and Fiction Cinema. One of the main goals of this presentation is to experiment the way that this discipline grows apart, or not, from Cinema’s domain and/or from the reflexive side assigned by a repeated action ad aeternum, or of a static image as in Painting or Drawing. For that, and seeking to counteract the common behavior of the observer when assisting a video object with this specifications, on a gallery or museum space, the audience of this exhibition is invited to watch the video as if it was a Cinematographic object. »   Miguelangelo Veiga

H. Geometry / The Screening Cabinet
Directed by Sónia Mota Ribeiro / Commissioned by Miguelangelo Veiga

Date and Local
Opening 7pm, 22nd October (Friday)
Exhibitions every hour (1pm, 2pm, 3pm, 4pm, 5pm) between 22nd and 29th October
Transforma, Praça Municipio 8, Torres Vedras

Format and Duration
Video, 2010, 7’

Target Audience
All public

Organization
Teatro-Cine in partnership with Transforma

UNNAMED# ESTOU COM SONO / THE SCREENING CABINET

Posted in 1 by transforma on Outubro 15, 2010

Salomé Lamas (PT) / Miguelangelo Veiga (PT)
Vídeo

«Posso mentir que adormeço mais depressa que o meu corpo? – “mas não foi assim tão violento, foi?”. Tempo passado e tempo presente desenham o bordado de uma relação. Quatorze anos passaram. Lá fora anoitece. O filme, este, apanha-se no crescendo comulativo, nos detalhes de uma conversa de cozinha –  “mas isto deve acontecer em todas as casa, não?”.»  Salomé Lamas

THE SCREENING CABINET é um «projecto que se pretende itinerante e que consiste, essencialmente, na projecção de uma série de oito vídeos (cada um deles realizado por um autor diferente), a decorrer durante oito semanas, contínuas desde a sua primeira exibição e num determinado espaço de acolhimento.
Este projecto foi pensado com o foco dirigido às diferenças de conteúdo na realização entre as obras de autores que vêm de Artes Plásticas e autores que vêm do Cinema Documental e de Ficção. Um dos principais objectivos desta apresentação é experimentar o modo como esta disciplina se afasta, ou não, do domínio do Cinema e/ou do lado contemplativo atribuído a uma acção repetida ad aeternum, ou de uma imagem estática como acontece na Pintura ou no Desenho. Para isso, e procurando contrariar o comportamento mais comum do observador quando assiste a um objecto vídeo com estas características, num espaço galerístico ou museológico, o público desta mostra é convidado a assistir ao vídeo como se de um objecto cinematográfico se tratasse.»  Miguelangelo Veiga

Unnamed# Estou com Sono / The Screening Cabinet
Realizado por Salomé Lamas / Comissariado por Miguelangelo Veiga

Data e Local
Inauguração às 19h, 15 Outubro (Sexta-feira)
Exibição às horas certas (13h, 14h, 15h, 16h, 17h e 18h) entre 18 e 22 de Outubro
Transforma, Praça Município 8, Torres Vedras

Formato e Duração
Projecção de Vídeo, 2010, 10’”

Público Alvo
Todo o tipo de público

Organização
Teatro-Cine em parceria com Transforma

________________________________________________________________________________________

UNNAMED# ESTOU COM SONO/ THE SCREENING CABINET
Salomé Lamas (PT) / Miguelangelo Veiga (PT)
Video
 
«I may lie that I fall asleep faster than my body? “but it wasn’t that violent was it?”.
Past time and present time draw the embroidery of a relationship. Fourteen years passed.
Outside nightfalls. The movie, this one, is caught on the comulative crescent, on the details of a kitchen conversation –
“but this must happen in all houses, doesn’t it?”.»   Salomé Lamas

THE SCREENING CABINET an «itinerant project that consists essentially on the projection of eight videos (each one directed by a different author), for eight continuous weeks since the first exhibition and on a specific space.
This project was thought with a focus on the differences of content and direction between the works of authors that come from Plastic Arts and authors that come from the  Documentary and Fiction Cinema. One of the main goals of this presentation is to experiment the way that this discipline grows apart, or not, from Cinema’s domain and/or from the reflexive side assigned by a repeated action ad aeternum, or of a static image as in Painting or Drawing. For that, and seeking to counteract the common behavior of the observer when assisting a video object with this specifications, on a gallery or museum space, the audience of this exhibition is invited to watch the video as if it was a Cinematographic object. »    Miguelangelo Veiga

The Hunters / The Screening Cabinet
Directed by Salomé Lamas / Commissioned by Miguelangelo Veiga

Date and Local
Opening 7pm, 15th  October (Friday)
Exhibitions every hour (1pm, 2pm, 3pm, 4pm, 5pm) between 18th and 22th October
Transforma, Praça Municipio 8, Torres Vedras

Format and Duration
Video, 2010, 10’

Target Audience
All public

Organization
Teatro-Cine in partnership with Transforma

THE HUNTERS / THE SCREENING CABINET

Posted in 1 by transforma on Outubro 8, 2010

Jonathan Franco (ZW) / Miguelangelo Veiga (PT)
Vídeo

«Uma sequência de imagens termina com uma fotografia de dois homens ao lado do corpo de um animal morto. A arma utilizada nesta cena de caça também é orgulhosamente exibida. Existe nesta sequência um contraste entre o registo documental e o puramente estético. Uma tentativa de criar expectativa e tensão. O final é uma lembrança do passado colonial e dos seus exotismos..»
                                                                                                                                                                                                                                              Jonathan Franco

THE SCREENING CABINET é um «projecto que se pretende itinerante e que consiste, essencialmente, na projecção de uma série de oito vídeos (cada um deles realizado por um autor diferente), a decorrer durante oito semanas, contínuas desde a sua primeira exibição e num determinado espaço de acolhimento.
Este projecto foi pensado com o foco dirigido às diferenças de conteúdo na realização entre as obras de autores que vêm de Artes Plásticas e autores que vêm do Cinema Documental e de Ficção. Um dos principais objectivos desta apresentação é experimentar o modo como esta disciplina se afasta, ou não,
do domínio do Cinema e/ou do lado contemplativo atribuído a uma acção repetida ad aeternum, ou de uma imagem estática como acontece na Pintura ou no Desenho. Para isso, e procurando contrariar o comportamento mais comum do observador quando assiste a um objecto vídeo com estas características, num espaço galerístico ou museológico, o público desta mostra é convidado a assistir ao vídeo como se de um objecto cinematográfico se tratasse.»
                                                                                                                                                                                                                                           Miguelangelo Veiga

The Hunters / The Screening Cabinet
Realizado por Jonathan Franco / Comissariado por Miguelangelo Veiga

Data e Local
Inauguração às 19h, 08 Outubro (Sexta-feira)
Exibição às horas certas (13h, 14h, 15h, 16h, 17h e 18h) entre 08 e 15 de Outubro
Transforma, Praça Municipio 8, Torres Vedras

Formato e Duração
Projecção de Vídeo, 2009, 3’20”

Público Alvo
Todo o tipo de público

Organização
Teatro-Cine em parceria com Transforma

____________________________________________________________________________________________________

THE HUNTERS / THE SCREENING CABINET
Jonathan Franco (ZW) / Miguelangelo Veiga (PT)
Video
 
«A sequence of images ends with the picture of two men on the side of a dead animal. The used weapon in this scene is also proudly exhibited. In this sequence there’s a constrast between the documental  registry and the purely aesthetic. An attemptive to create expectation and tension. The end is a memory of the colonial past and it’s exotisms.»
                                                                                                                                                                                                                                             Jonathan Franco

THE SCREENING CABINET an «itinerant project that consists essentially on the projection of eight videos (each one directed by a different author), for eight continuous weeks since the first exhibition and on a specific space. This project was thought with a focus on the differences of content and direction between the works of authors that come from Plastic Arts and authors that come from the  Documentary and Fiction Cinema. One of the main goals of this presentation is to experiment the way that this discipline grows apart, or not, from Cinema’s domain and/or from the reflexive side assigned by a repeated action ad aeternum, or of a static image as in Painting or Drawing. For that, and seeking to counteract the common behavior of the observer when assisting a video object with this specifications, on a gallery or museum space, the audience of this exhibition is invited to watch the video as if it was a Cinematographic object. »
                                                                                                                                                                                                                                      Miguelangelo Veiga

The Hunters / The Screening Cabinet
Directed by Jonathan Franco / Commissioned by Miguelangelo Veiga

Date and Local
Opening 7pm, 8th  October (Friday)
Exhibitions every hour (1pm, 2pm, 3pm, 4pm, 5pm) between 8th and 15th October
Transforma, Praça Municipio 8, Torres Vedras

Format and Duration
Video, 2009, 3’20”

Target Audience
All public

Organization
Teatro-Cine in partnership with Transforma

URSO / THE SCREENING CABINET

Posted in 1 by transforma on Setembro 30, 2010

“A monster is an imaginary animal compounded of incongruous elements.”
Gonçalo Alegria (PT) / Miguelangelo Veiga (PT)
Vídeo

«URSO não é um trabalho auto-biográfico ainda que seja um retrato pessoal, onde se encontram contidos uma travessia na neve, um calendário de eventos pessoais do solstício de Inverno até ao solstício de Verão do presente ano de 2010. As sequências de imagens são construídas e executadas acompanhando otrajecto do urso ao longo desse tempo. O urso é um símbolo para a ineficiência humana, do excesso e brutalidade. Constrói-se ainda um paralelo à ideia de monstro, referencia à obra musical de David Thomas, Monster Walks the Winter Lake.» Gonçalo Alegria

THE SCREENING CABINET é um «projecto que se pretende itinerante e que consiste, essencialmente, na projecção de uma série de oito vídeos (cada um deles realizado por um autor diferente), a decorrer durante oito semanas, contínuas desde a sua primeira exibição e num determinado espaço de acolhimento. Este projecto foi pensado com o foco dirigido às diferenças de conteúdo na realização entre as obras de autores que vêm de Artes Plásticas e autores que vêm do Cinema Documental e de Ficção. Um dos principais objectivos desta apresentação é experimentar o modo como esta disciplina se afasta, ou não, do domínio do Cinema e/ou do lado contemplativo atribuído a uma acção repetida ad aeternum, ou de uma imagem estática como acontece na Pintura ou no Desenho. Para isso, e procurando contrariar o comportamento mais comum do observador quando assiste a um objecto vídeo com estas características, num espaço galerístico ou museológico, o público desta mostra é convidado a assistir ao vídeo como se
de um objecto cinematográfico se tratasse.»   Miguelangelo Veiga

Urso / The Screening Cabinet
Realizado por Gonçalo Alegria / Comissariado por Miguelangelo Veiga

Data e Local
Inauguração às 19h, 01 Outubro (Sexta-feira)
Exibição às horas certas (13h, 14h, 15h, 16h, 17h e 18h) entre 01 e 07 de Outubro
Transforma, Praça Municipio 8, Torres Vedras

Formato e Duração
Projecção de Vídeo, 8’

Público Alvo
Todo o tipo de público

Organização
Teatro-Cine em parceria com Transforma

________________________________________________________________________________________

URSO / THE SCREENING CABINET
Gonçalo Alegria (PT) / Miguelangelo Veiga (PT)
Video

«URSO isn’t an autobiographical work though it is a personal portrait, where are found a crossing in the snow, a calendar of personal events from the  Winter’s Solstice till Summer’s Solstice of the present year 2010 contained.
The pictures sequences are constructed and executed following the bear’s route through time. The bear is a symbol for the human inefficiency, the excess and brutallity. It is yet constructed in parallel the idea of monster, reference to the musical work of David Thomas, Monster walks the Winter Lake»   Gonçalo Alegria

THE SCREENING CABINET an «itinerant project that consists essentially on the projection of eight videos (each one directed by a different author), for eight continuous weeks since the first exhibition and on a specific space.
This project was thought with a focus on the differences of content and direction between the works of authors that come from Plastic Arts and authors that come from the  Documentary and Fiction Cinema.
One of the main goals of this presentation is to experiment the way that this discipline grows apart, or not, from Cinema’s domain and/or from the reflexive side assigned by a repeated action ad aeternum, or of a static image as in Painting or Drawing. For that, and seeking to counteract the common behavior of the observer when assisting a video object with this specifications, on a gallery or museum space, the audience of this exhibition is invited to watch the video as if it was a Cinematographic object. »
Miguelangelo Veiga

Urso / The Screening Cabinet
Directed by Gonçalo Alegria / Commissioned by Miguelangelo Veiga

Date and Local
Opening 7pm, 1st October (Friday)
Exhibitions every hour (1pm, 2pm, 3pm, 4pm, 5pm) between 1st and 7th October
Transforma, Praça Municipio 8, Torres Vedras

Format and Duration
Video Projection, 8’

Target Audience
All public

Organization
Teatro-Cine in partnership with Transforma

ÁFRICA FANTASMA

Posted in 1 by transforma on Setembro 28, 2010

João Samões (PT)
Residência de Criação

Os meus últimos trabalhos; a performance Blackout e a peça O Labirinto a Morte e o Público, foram reflexões estéticas e performativas sobre a morte e os limites da representação do corpo. Ossos, flores e frutos, foram a matéria-prima iconográfica para uma (doce) celebração da vida e da morte. A dramaturgia desta nova
criação foi guiada e assombrada pela “África fantasma” de Michel Leiris, um texto etnográfico saturado de sombras de um passado colonial familiar á nossa história colectiva. O texto foi utilizado e manipulado como um mapa a percorrer (trilhar e triturar) e uma superfície de projecção (tela e ecrã) para os meus próprios
fantasmas.

Nasceu em Lisboa, em 1970. Estudou Antropologia, técnicas de improvisação e composição coreográfica em Lisboa e Nova Iorque. Entre 1991 e 1996, colaborou como actor, performer e dramaturgo com a companhia de teatro Olho. Intérprete de dança contemporânea em criações de Francisco Camacho (1997 e 1998) e Vera Mantero (2001 e 2002). Em 1998, foi convidado para o Crashlanding@Lisboa, um projecto internacional
de improvisação concebido por Meg Stuart. Excertos da coreografia 18 Minutos no filme de Edgar Pêra: Movimentos perpétuos um tributo ao músico Carlos Paredes. Criou as peças; 18 Minutos (2000), Zonas de Ruidosa Influência (2004), O Labirinto a Morte e o Público (2007), Blackout (2008), África fantasma (2010).
O seu trabalho como criador e intérprete tem sido apresentado em Portugal, Espanha, França, Itália, Bélgica, Áustria e México.

Data e Local
Período de Residência: 23 de Setembro a 01 de Outubro
Transforma, Praça Municipio 8, Torres Vedras
Estreia no Festival Temps d`Images em Novembro

Público Alvo
Todo o tipo de público

Co-Produção
DuplaCena, Temps d`Images

Apoios e Residências
Fundação Calouste Gulbenkian, Tanzfabrik, Transforma, Jardim Zoológico de Lisboa, Instituto Franco-Português

Para mais informações clique aqui e aqui
_____________________________________________________________________________________

ÁFRICA FANTASMA
João Samões (PT)
Artistic Residence

I’m interested in the way in which the images of other cultures contaminate our own images, feed and reorganize our vision and perception of the world, incorporate and transform our imagery. Michel Leiris went on the first French ethnographic expedition to Africa, like a man who lost his shadow, no longer as a member of the French surrealist group, yet still imbued with that historical experience, both revolutionary and libertarian. Dreams, drift and chance, primitive art, sex and adventure, attraction for madness and death; all opposites to an increasing and ferocious capitalist and scientific rationalism, expanding the possibilities of
human experience. Africa becomes an immense territory where he projects his fantasies and phantoms. The text (Phantom Africa) was used and manipulated like a map to travel across and as a surface of projection (canvas) for my own phantoms.

João Samões was born in Lisbon in 1970. He studied Anthropology, improvisation techniques and choreographic composition in Lisbon and New York. As an actor, performer and dramatist he collaborated, with the theatre company Olho (1991-1996). As a dance performer he has worked with the Portuguese choreographers Francisco Camacho (1997 and 1998) and Vera Mantero (2001 and 2002). In 1998 he participated in Crashlanding@Lisbon, an international improvisation project by Meg Stuart. He created the pieces: 18 Minutes (2000), Zones of Noise Influence (2004), The Labyrinth, Death and the Audience (2007), Blackout (2008), Phantom Africa (2010).

Date and Local
Residence period: from 23rd September till 1st October
Transforma, Praça Municipio 8, Torres Vedras
Premiere on the Festival Temps d`Images in November

Target Audience
All public

Co-Production
DuplaCena, Temps d`Images

Supports and Residencies
Fundação Calouste Gulbenkian, Tanzfabrik, Transforma, Jardim Zoológico de Lisboa, Instituto Franco-Português

For more information click here and here

Seguir

Get every new post delivered to your Inbox.